Candidato do PMN ameaça “queimar feministas” caso seja eleito

O candidato a vereador Jaufran Siqueira, que concorre pelo partido PMN (Partido da Mobilização Nacional) e pela coligação PRP/PTC/PRTB/PMN, publicou no dia 26, às 13h50, em sua página oficial no Facebook, uma imagem que tem causado comoção. Sobreposta à imagem de uma casa em chamas, consta o seguinte texto: “Isso é o que vai acontecer com as feministas quando Jaufran 33123 for eleito vereador”.

2016-08-30 16_46_25-Jaufran Siqueira
Imagem divulgada nas redes sociais do candidato a vereador Joufran Siqueira (PMN/RN)

Até as 16h30, a foto havia recebido mais de 2,1 mil reações de usuários do Facebook – sendo que 1,7 mil delas negativas –  e fora compartilhada mais de 1 mil vezes. Dentre os 1,4 mil comentários, vários questionam a potencial incitação à prática da violência contra mulheres; outros sugerem que as pessoas façam denúncias na Ouvidoria do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte. De acordo com o Código Eleitoral (Lei nº 4.737 de 1965), no art. 243, inciso III, “Não será tolerada: III- propaganda de incitamento de atentado contra pessoa ou bens”.

2016-08-30 16_54_14-(1) Jaufran Siqueira-22016-08-30 16_54_31-(1) Jaufran Siqueira-32016-08-30 16_54_31-(1) Jaufran Siqueira-6

Um usuário mais afoito chegou a publicar um comentário com dados comerciais do candidato, que é diretor-fundador da Imobiliária Brasil Property.

2016-08-30 16_54_31-(1) Jaufran Siqueira-5

Em sua biografia no Facebook, Siqueira informa ainda que é “co-fundador da Associação Una Voce Natal, Fundador do Portal Conservadores, cerimonialista da Missa Latina Tradicional, ativista político, conservador, devoto de Nossa Senhora e temente à Deus“.

Em seu site oficial, http://jaufransiqueira.com/, só se tem acesso se um e-mail for cadastrado, para o qual será enviado um link de acesso a um material didático que supostamente incitaria jovens e crianças ao sexo precoce, “homossexualismo” (sic) e intolerância religiosa. O material destacado pelo candidato consiste de reproduções de livros escolares, aparentemente não autorizadas, , e pode ser acessada neste link. No momento (18h52), o referido site encontra-se fora do ar. Destacamos que no site do candidato não se vê menções ao partido ao qual ele é filiado, o PMN.

PMN nas citações das Operações Lava-Jato e Mar de Lama

O PMN está entre os partidos citados por delatores na Operação Lava-Jato, como apontam reportagens de diversos jornais. No Estadão, em reportagem de dezembro de 2015, consta que o partido recebeu R$ 1,15 mi por participar de um acordo que livraria o dono construtora UTC, Ricardo Pessoa, de depor na CPMI da Petrobrás. O senador Gim Argello seria o articulador dos repasses a aliados que participavam da comissão. Ainda sobre a Operação Lava-Jato, o jornal Correio Braziliense publicou reportagem em 12 de abril de 2016, na qual também consta denúncias de pagamento de propinas ao PMN, que, ao lado do DEM, PR e PRTB, formava a Coligação União e Força. Juntos, os partidos teriam recebido, das mãos de Argello, R$ 5 milhões fornecidas pelas empreiteiras.

Em outra matéria mais recente publicada pel’O Globo, em 20 junho de 2016, um  vereador do PMN, Cabo Isá, teria recebido propina de R$ 20 mil reais. O parlamentar da cidade de Governador Valadares (MG) era substituto de Levi Vieira, preso em fevereiro deste ano por tráfico de drogas. A operação que revelou os repasses ilegais recebeu a alcunha de Operação Mar de Lama, que investiga fraudes em licitações promovidas na Prefeitura da cidade e no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Atualização: até agora, a publicação polêmica já recebeu 8,1 mil reações (sendo a maioria, ou 5,5 mil, negativas), mais de 3.600 compartilhamentos e 4,1 mil comentários. Há cerca de 2 horas outros “memes” com a mesma casa em chamas foram compartilhados com outras frases, e à primeira vista tem-se a impressão de que a página oficial de Siqueira no Facebook foi invadida (Atualização: os memes postados foram, na realidade, produzidos pela própria equipe do candidato, como uma forma de justificar “uma brincadeira”, conforme publicou o jornal HuffPost Brasil. 31/08/2016, 17h17). Seu site continua fora do ar. (Última atualização em 30/08/2016 às 19h20)

 

Anúncios

Publicado por

Lígia Benevides

Lígia Benevides é curta-metragista, designer gráfico, produtora cultural e jornalista. Formada em Jornalismo (2006, UFG), com mestrado em Cinema (2012, UBI, Portugal), trabalha desde 2004 na produção audiovisual, com diversos curtas premiados e mostras de cinema produzidas. Trabalha atualmente como editora de vídeos, designer gráfico, social media e cinegrafista, com foco em comunicação institucional nos últimos dois anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s